Intrometido

4 de dezembro de 2017

Clima carnavalesco toma conta da Casa da Pólvora com apresentações de sambas-enredo do Carnaval 2018

SECOM PMJP

No final da tarde deste domingo (3), as escolas de samba apresentaram seus sambas-enredo do Carnaval Tradição 2018 aos fãs carnavalescos, no Centro Cultural Casa da Pólvora, dentro do projeto Pólvora Cultural, promovido pela Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP), por meio de sua Fundação Cultural (Funjope). O evento integra o projeto AnimaCentro, programação permanente de ocupação cultural do Centro Histórico.

‘Passeio de um turista ao Nordeste’, da Escola ‘Independentes de Mandacaru’, de autoria de Genilson Felix, abriu a programação. “Esse espaço é maravilhoso. É uma prévia, que estimula o pessoal a participar do carnaval na avenida, todos já vão entrando no clima e aprendendo os enredos das escolas”, afirma Ricardo Felix, vocalista.

“Esse projeto é importante acontecer porque movimenta todo o processo carnavalesco e dá maior visibilidade ao nosso trabalho”, reforça Fernanda Benvenutti, integrante da Escola ‘Unidos do Roger’. O samba enredo da escola homenageia o renomado líder negro, intitulado “O Centenário de Nelson Mandela”.

Já a Escola ‘Império do Samba’, do Bairro do Roger, homenageia um tradicional time de futebol da Paraíba, o Botafogo. “A mais bonita história de amor ao clube paraibano”. Para Felipe Ferreira, vice-presidente da escola, a iniciativa da PMJP com o projeto ‘Pólvora Cultural’ abre mais um espaço que poderá repercutir na participação de pessoenses para assistir ao desfile na avenida, prestigiando o desfile, bem como no incentivo a novos integrantes das escolas.

A Escola Pavão de Ouro, do Bairro São José, vai levar ao desfile, na Avenida Duarte da Silveira ano que vem o enredo “Um Roseiral em Flor”, de autoria de Alamis Amâncio, inspirado, segundo ele, na mitologia grega, na história de amor entre Afrodite e Adonis. Já a Escola ‘Malandros do Morro’, do Bairro da Torre, traz seu nome no enredo – “A Malandro Vira o Jogo”.

O projeto – O Pólvora Cultural, que ocorre todos os domingos, a partir das 16h, tem o objetivo de dar prosseguimento à política de ocupação ordenada e responsável do Centro Histórico, levando vida social, cultural e econômica para o local. Outro foco importante é expandir o mercado de trabalho para artistas locais.

FacebookTwitterGoogle+Compartilhar