Intrometido

11 de fevereiro de 2019

Grupo de Operações Especiais da Seap celebra sete anos de existência

Há sete anos, O Grupo Penitenciário de Operações Especiais (GPoe) da Secretaria de Administração Penitenciária (Seap) iniciou as suas atividades, após conclusão do primeiro Curso de Escolta e Intervenção Tática em Estabelecimentos Prisionais (Ceitep), em 11 de fevereiro de 2012. De lá para cá, o GPoe tem atuado de constante destro do sistema prisional paraibano, realizando diferentes atividades, desde o apoio nas unidades prisionais do Estado, especialmente no gerenciamento de crises ou conflitos, suporte armado em vistorias, transferências ou escoltas de presos considerados de alto risco, capacitações de agentes, contenções e até mesmo, na recaptura de foragidos.

O secretário de Administração Penitenciária, Sérgio Fonseca, destacou a importância do grupo especializado para a manutenção e eficiência dos trabalhos desenvolvidos pela Seap. “Um grupo especializado com o perfil que tem o GPoe é, sem sombra de dúvidas, um equipamento de suma importância para garantir o bom andamento do nosso trabalho dentro do sistema prisional, pela complexidade do próprio sistema e pela capacitação dos integrantes dessa tropa para lidar com situações críticas que porventura aconteçam. Por isso, nesta oportunidade, quero parabenizar esses guerreiros e reafirmar o compromisso desta secretaria com os integrantes do GPoe e a todos que fazem o sistema prisional paraibano, pois somos uma grande família e o trabalho de cada um de nós é indispensável para o sucesso do trabalho de todos nós. Parabéns e vida longa ao GPoe paraibano!”

O agente penitenciário Fabiano Lucas, que é diretor geral do GPoe-PB, também parabenizou os companheiros e falou da sua experiência nesta função. “Fico muito feliz de ter arado a terra à frente deste grupo como pioneiro, plantado sementes em terreno fértil, onde hoje nasceram muitos comandos, frutos do nosso ideal realizado.”

Saiba mais – A criação deste grupo se deu pela Portaria nº 242/SP/SEAP/12/ Resolução nº 001/ 12 do Conselho Estadual de Coordenação Penitenciária, considerada unidade de elite do sistema penitenciário, preparada para atuar em todo o Estado da Paraíba. Atualmente o GPoe possui duas bases de Operações Especiais, a 1ª sede em João Pessoa e a 2ª situada na cidade de Campina Grande.overno

FacebookTwitterGoogle+Compartilhar