Intrometido

5 de dezembro de 2016

OS ÚLTIMOS AVISOS DO POVO BRASILEIRO ANTES DE ASSUMIR DIRETAMENTE O PODER POLÍTICO NO BRASIL

Gilvan Freire – Somente o povo pode, nas democracias, constituir e desconstituir os poderes políticos. Nada está acima da soberania popular, e ninguém terá autoridade para negar ou desrespeitar o poder que emana do povo.

Os poderes políticos do país estão esgotados. Pior : estão confrontados com o povo, a única fonte de sua legitimidade. Os políticos caminham para um lado, o mais condizente com suas conveniências pessoais, o povo anda noutro caminho.

Não tem mais saída pela via da normalidade : houve uma ruptura grave e inconciliável entre a população e seus representantes políticos, com quebra da confiança coletiva. Os líderes morreram.

O Congresso Nacional ainda faz de conta que existe, mas o povo sabe que ele não representa mais a sociedade. Ou seja : Congresso e povo pensam diametralmente opostos sobre si próprios. É o fim, a falência da representação política popular.

Temer não existe. Nunca existiu para um povo que precisa de líderes para fugir de seu passado recente e reconstruir o país depois dos vendavais que o sacudiram. Onde ele e se achava quando o Brasil estava sendo destroçado ? Era um dos malfeitores.

Temer também que está morto. Só não sabe ainda o dia de seu enterro, mas o povo sabe que seu governo é o velório dele mesmo e seus cúmplices da era lulopetista et catervas.

O povo brasileiro está virando faxineiro de seus quintais. Ou os poderes se rendem, ou o povo os toma à força e enxota seus inquilinos usurpadores. Está chegando o momento em que esses ocupantes vão ficar trancafiados porque não podem sair às ruas.

Mas ainda há gente que, se tiver coragem e amor ao dever e ao Brasil, pode fazer internamente a higienização dos poderes. A essas alturas da revolta social, alguns poucos congressistas podem virar a mesa. É remoto, mas pode acontecer. Se não…

FacebookTwitterGoogle+Compartilhar